Apologética

Podemos realmente confiar na Bíblia?

 

A nossa cultura em tempos modernos está regada de preconceitos no que se refere à religião. Entretanto, nenhum deles é tão forte quanto o fato de que alguns críticos da fé têm reduzido a religião à mera opinião pessoal. Facilmente encontramos pessoas defendendo a ideia de que a religião está repleta de mitos de lendas, e que, por conseqüência disso não pode ser aceita como fonte de ciência. Devido a esse preconceito, alguns intelectuais têm afirmado que a Bíblia está repleta de erros e mitos. Geralmente é assim que pensam os intitulados “homens da ciência” de nossos dias.

Por que você crê naquilo que você crê?

Atualmente o que mais me chama a atenção na igreja de Cristo é a enorme quantidade de crentes que não são capazes de justificar de maneira racional suas crenças. Há um grande desinteresse por se adquirir conhecimentos que visam defender a fé.

 

Quando os críticos da Bíblia perguntam:

- “Como você pode crer na Bíblia, estando ela cheia de erros?”

Muitos respondem arremessando direto para a fé; apegam-se firmemente à sua crença, não importando quanto possa haver de evidência em contrário – esses são os crentes que eu chamo de “possuidores de uma fé cega”. Acreditam porque querem acreditar.

A Bíblia precisa mesmo ser defendida?

                Certamente poderíamos concluir nossa abordagem logo de início, porque se a Palavra de Deus não precisa ser defendida contra ataques externos, teríamos que rasgar os diplomas e livros dos apologistas do nosso tempo (convido aos irmãos a conhecerem esses nomes para a glória de Deus); teríamos que afirmar que a reforma protestante não valeu de nada, além de jogar o ministério de Jesus e do apóstolo Paulo no ralo.

                Contudo, ficaria muito sem graça se parássemos por aqui e, na verdade, não estaríamos cumprindo o ministério de Deus confiado aos Defensores do Evangelho para compartilhar com os irmãos. Vamos prosseguir e receber juntos a riqueza que Deus têm nos dado!

Carta ao povo Cristão - A essência da importância do estudo da apologética

 

A palavra apologética vem do grego apologia, que significa uma defesa, como a que se faz nos tribunais.

A apologética cristã envolve fazer a defesa da verdade da fé cristã.

Não vemos essa disciplina em nossas igrejas, a Bíblia é clara e fundamentamos o que afirmamos nela, mas alguns irmãos cristãos diluem a Palavra denegrindo sua autoridade no sentido de ensinar uma fé racional para o povo de Deus. Vemos nossa juventude cada vez menos preparada para responder com mansidão e temor a qualquer que nos pedir a RAZÃO da esperança que há em nós. E vivendo cada vez mais experiências de louvor carregados de emoção.

Não posso me tornar cristão... Eu tenho DÚVIDAS! Crer exige certeza?​

 

Muitas pessoas deixam de aceitar Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas porque julgam ser impossível crer ou depositar sua fé, em uma coisa na qual não têm pleno conhecimento com certeza de todas as informações que gostariam. Acabam afirmando que não se sabe, ou não se pode saber nada de Deus (agnosticismo).

A Lógica – Construção e validade de um argumento

Os fundamentos da lógica deve ser tão transculturais quanto a matemática,

a qual os princípios da lógica estão associados. Os princípios da

lógica não são ocidentais ou orientais, mas universais.

Mortimer J. Adler

Um Deus de amor mandaria para o inferno pessoas que nunca ouviram falar dele?

Como um Deus amoroso pode mandar para o inferno pessoas que vivem em regiões na qual ainda não chegou o Evangelho, ou seja; como podem as pessoas serem condenadas por não depositar sua fé em Cristo sem nunca ter ouvido falar de Dele ou, na pior das hipóteses, ouviram de maneira distorcida?

Please reload