Arte_para_criações_Wix.png
 
 
jesus-entre-outros-deuses.jpg

Conheça um pouquinho mais de nós...

             Os Defensores do Evangelho é um grupo Evangélico Pentecostal de Defesa da Fé, isto é, mantemos o princípio de que a Bíblia é a nossa única regra de fé e conduta, sendo ela autoridade suprema em questão de religião e doutrina na correta interpretação dos textos (Hermenêutica Sagrada e exegese bíblica).

 

Nosso reconhecimento:

            Reconhecemos que a Bíblia é a melhor intérprete de si mesma. Reconhecemos ainda que devemos depender primeiramente da fé salvadora e do Espírito Santo para a sua perfeita compreensão e interpretação.

Nosso Objetivo:

            Por outro lado e, tão importante, os Defensores do Evangelho parte do pressuposto Bíblico de defender uma fé racional (1 Pedro 3:15) e, auxiliar as pessoas na busca de fazer o mesmo, se assim o Espírito Santo nos permitir. Para tanto, seguimos uma linha de Sistemática/Apologética Clássica para Defesa da Fé assim como o apóstolo Paulo fazia (Filipenses 1:7;15-16) e Deus nos ordenou que fizéssemos (1 Coríntios 4:16;11:1 / Judas 3-4 / Tito 1:9).

Nosso pensamento:

            Portanto meus amados irmãos, devemos pensar acerca do que cremos. Deus não dá qualquer prêmio à ignorância. Os cristãos não recebem uma recompensa espiritual por uma fé ignorante. A fé pode ser mais meritória do que a razão “sem fé é impossível agradar a Deus” (Hebreus 11:6), mas a razão é mais nobre “Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim.” (Atos 17:11). 

Nossa Ferramenta:

            A Filosofia! Vamos entender...

            O cristão tem interesse específico pela filosofia, e a responsabilidade de estudá-la. A filosofia será tanto um desafio à sua fé quanto a uma contribuição ao seu entendimento da fé.

            Alguns cristãos sentem suspeita da filosofia porque ouviram histórias acerca doutras pessoas que perderam sua fé através do estudo da filosofia. Foram aconselhados a evitar a filosofia como a peste. Após reflexão séria, fica sendo claro que este conselho não é sábio. O cristianismo pode enfrentar o desafio intelectual levantado contra ele. O resultado de tal desafio não deveria ser a perda da fé, mas, sim, a possessão, de valor inestimável, de uma fé bem-arrazoada e madura. Além disto, há conseqüências sérias de uma falta de consciência de padrões contemporâneos de pensamento.

            Ao invés de ficar isenta de sua influência, a pessoa fica sendo vítima inconsciente deles. Infelizmente, há um número grande demais de cristãos que sustentam crenças que são hostis à fé cristã, e não têm consciência do fato.

            Visto que toda a verdade é verdade de Deus, e visto que a filosofia é uma busca da verdade, então, a filosofia contribuirá ao nosso entendimento de Deus e do Seu mundo.

            Além disto, a história demonstra que argumentos e conceitos filosóficos têm desempenhado um papel importante no desenvolvimento da teologia cristã. Embora nem todos os teólogos concordem quanto ao valor ou caráter apropriado destes argumentos, todos reconhecem que algum conhecimento das raízes filosóficas é necessário para o entendimento da teologia cristã.

            Que o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo seja louvado e glorificado sobre todas as coisas...

"...,Sabendo que fui posto para defesa do evangelho."

Filipenses 1:16

 
 

Faça parte da nossa lista de e-mail's

Queremos abençoar você!

arrow&v

Obrigado! Sua mensagem foi enviada. Já já você receberá sua resposta. Que Deus os abençoe!